Uma Nova Rotina

Olá e bem-vindos de volta! Espero que se encontrem bem e que continuem a acompanhar as crónicas que aqui vos tenho deixado.

Para a crónica de hoje decidi falar um pouco sobre a nova realidade que estamos todos a viver e trazer-vos umas palavras que espero que vos façam sentido e acima de tudo que vos ajudem e reconfortem. Vou falar-vos de uma forma mais aberta e totalmente pessoal.

Esta pandemia alterou por completo a vida de todas as pessoas em todo o mundo. De uma forma ou de outra, todos estamos a ser afetados por ela. O nosso dia-a-dia deixou de ser o habitual, deixámos de poder fazer determinadas coisas e passámos a ter de fazer outras. No entanto é importante continuarmos com as nossas vidas e, fazendo os devidos ajustes e as adaptações necessárias, continuarmos a acreditar nos nossos sonhos, a lutar pelos nossos objetivos e a cuidarmos de nós e daqueles que nos rodeiam.

Tal como vos disse numa crónica anterior, este período exigiu por exemplo, que nos adaptássemos a uma nova realidade na ida ao supermercado; fez com que nos preocupássemos com coisas que eventualmente antes não nos apoquentavam. Mas nessa crónica também vos disse, que era importante cumprir esses ajustes e simultaneamente, continuarmos a manter um registo normal no tipo de alimentos que escolhemos. Disse-vos que era fundamental continuarmos a fazer boas escolhas alimentares, a procurar alimentos saudáveis e a comprar produtos que provavelmente escolheríamos se toda esta situação não estivesse a ocorrer.

A meu ver, é importante continuarmos a manter algum registo de normalidade no nosso dia-a-dia e continuarmos a ter momentos idênticos ou semelhantes aqueles que tínhamos antes de tudo isto começar. Por exemplo, se de vez em quando ia jantar fora e comia algo diferente e especial; experimente fazer esse prato em casa, opte por fazer uma noite de pizza e faça-as você mesmo. Falando por mim, foi na Vitamimos que aprendi a fazer a “Massa Minuto” que me tem permitido fazer deliciosas refeições que habitualmente comia fora de casa (como por exemplo pizzas). Para esta massa basta juntar 250 g de farinha de um cereal à sua escolha, 100 ml de uma gordura líquida (idealmente azeite) e 100 ml de água morna; misturar tudo e está pronta!

Por outro lado, é importante continuarmos a manter alguma familiaridade com a rotina que tínhamos, ou seja, tentarmos acordar e deitar a horas semelhantes, fazer o mesmo número de refeições e nos mesmos horários, mantermos um ritmo de atividade física semelhante, continuarmos a ver os programas de televisão que nos faziam sentir bem e leves e ouvir as músicas que nos davam vontade de dançar. A rotina é importante para nos mantermos num rumo mais confortável e seguro e dá-nos a estabilidade que tanto necessitamos num momento como este. É fundamental perdurar alguns bons hábitos que já tínhamos, pois poderão ajudar-nos a cumprir os cuidados de saúde que devemos ter ao longo do dia.

Sempre que possível tente descansar o mesmo número de horas, dormir boas noites de sono e fazer pausas no seu dia de trabalho, tal como antigamente fazia. Opte por uma alimentação equilibrada e pensada, escolha alimentos nutricionalmente interessantes, ricos em vitaminas, minerais, fibra e gorduras saudáveis; inclua a hidratação na sua rotina e opte sempre pela ingestão de água; faça diariamente o mesmo número de refeições e em horários semelhantes (as pausas de almoço e dos lanches devem perdurar mesmo não estando no espaço do seu emprego). Estabeleça os objetivos da regularidade e intensidade que quer para os seus treinos; mantenha-se ativo e faça pequenas atividades que lhe permitam mexer o corpo. Inclua na sua semana, momentos de puro lazer e faça algo que o deixe tranquilo e feliz (ouvir música, dançar, brincar com os filhos, cozinhar, ler, costurar, aprender uma competência nova…).

Contudo, se é certo que a rotina que tínhamos habitualmente deve ser mantida ao máximo, também é certo que pode ser necessário fazer-lhe alguns ajustes. Pode até acontecer, que esta pandemia nos obrigue a mudar por completo a nossa rotina, mas o importante é que mantenham um dia-a-dia rotineiro, seja ele diferente ou não, de antigamente. Experimente fazer um plano e estabelecer concretamente quais os novos horários que terá de cumprir e as tarefas que terá de passar a realizar. Talvez possa ser bom pensar de antemão, quais as refeições que quer fazer durante a semana, quando é que as vai preparar e comer; quando é que terá de estar a trabalhar; quando é que vai dedicar toda a sua atenção à sua família, quais as atividades que quer realizar; quais as tarefas da casa que terá de fazer durante aquele dia; quando é que poderá ser a altura ideal para fazer exercício físico… Sabermos com o que contar pode ser tranquilizador.

No entanto, gostava de frisar que não se deve culpabilizar quando esses planos não são totalmente cumpridos e que a rotina deve ser algo reconfortante e não stressante. É perfeitamente natural que nem sempre consigamos realizar o estipulado, pois teremos dias melhores e dias piores; dias em que nos sentimos mais motivados ou menos dispostos.

A verdade é que muitos de nós passámos a trabalhar de casa, passámos a trabalhar mais, ou menos; a ter novas tarefas na gestão da casa; a ter novas responsabilidades e preocupações no cuidado com os outros e connosco mesmos. Portanto poderá haver dias mais difíceis de manter a rotina, mas não devemos esquecê-la por completo. Devemos tentar encontrar o equilíbrio e compreender que nem sempre vamos dar conta de tudo; no final do dia, o mais importante é estarmos bem.

Acho que ainda nesta ótica, não devemos criar demasiadas espectativas e querer fazer grandes mudanças, pois desta forma, as conquistas serão maiores e a nossa saúde mental beneficiará com isso também. Por exemplo, se quer começar a ter uma alimentação melhor, vá aos poucos sem muitos radicalismos; se era uma pessoa extremamente ativa, tente perceber que muito provavelmente vai ter de diminuir o ritmo, mas seja criativo e encontre novas soluções; se por outro lado, era uma pessoa sedentária, sem grande rotina de atividade física, não queira passar logo para o oposto; opte por exercícios mais leves no início e gradualmente vá aumentando a intensidade.

Por último, deixo alguns tópicos que devem estar presentes na sua rotina. Continue a olhar por si. Cuide de si. Cuide do seu corpo e não deixe de se olhar ao espelho. Continue a fazer coisas que lhe trazem prazer. Esteja atento à sua saúde mental. Continue a cuidar dos que o rodeiam, telefone aos amigos, fale com os familiares, ajude a sua comunidade, questione o vizinho se precisa de alguma coisa, aproveite para passar mais tempo com aqueles que mais gosta, (fisicamente ou virtualmente). Não perca o rumo, siga uma rotina, continue com os bons hábitos e quando desmotivar, lembre-se que não está só; estamos todos a tentar adaptarmo-nos da melhor forma.

Espero honestamente que estas palavras vos inspirem e que vos faça refletir na forma como querem viver os próximos dias. Fico à vossa espera para a próxima crónica e até lá, mantenham-se na linha!

Translate »